Boas vindas

Seja bem-vindo (a) ao meu blog. Sinta-se a vontade e volte sempre.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Nova proposta

Nos próximos dias, mais precisamente dia 13/08/2011, faremos um seminário.

O que é um seminário?

- É uma técnica de estudo que inclui pesquisa de um tema específico, apresentação e debate. Não se limita à simples apresentação de resumo de material sobre um assunto, mas constitui-se de pesquisa, análise, seleção de material e conclusões sobre o que foi pesquisado. A elaboração de um seminário, portanto, compreende algumas etapas, dentre as quais: coleta de dados, análise, organização das informações e preparo da apresentação. O seminário permite aprofundamento no estudo de um assunto, o desenvolvimento da capacidade de pesquisa e análise dos fatos e a socialização dos fatos. Pode ser feito em grupo ou individualmente.


O tema provavelmente será; Eu minha casa...meu planeta.
Será com as turmas dos 9º anos e a preparação com estudo de textos.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Música: Planeta Água

Água que nasce na fonte
Serena do mundo
E que abre um
Profundo grotão
Água que faz inocente
Riacho e deságua
Na corrente do ribeirão...
Águas escuras dos rios
Que levam
A fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população...
Águas que caem das pedras
No véu das cascatas
Ronco de trovão
E depois dormem tranqüilas
No leito dos lagos
No leito dos lagos...
Água dos igarapés
Onde Iara, a mãe d'água
É misteriosa canção
Água que o sol evapora
Pro céu vai embora
Virar nuvens de algodão...
Gotas de água da chuva
Alegre arco-íris
Sobre a plantação
Gotas de água da chuva
Tão tristes, são lágrimas
Na inundação...
Águas que movem moinhos
São as mesmas águas
Que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra
Pro fundo da terra...
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água...
Água que nasce na fonte
Serena do mundo
E que abre um
Profundo grotão
Água que faz inocente
Riacho e deságua
Na corrente do ribeirão...
Águas escuras dos rios
Que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população...
Águas que movem moinhos
São as mesmas águas
Que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra
Pro fundo da terra...
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água...(2x)

(Guilherme Arantes)


-Música que estamos trabalhando, nos preparando para o seminário.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

ANEDOTA

Uma piada ou anedota é um relato, geralmente breve, de final engraçado e às vezes surpreendente, cujo objetivo é provocar risos ou gargalhadas em quem a ouve ou lê. É um recurso humorístico utilizado na comédia e também na vida cotidiana.

A anedota adapta-se rapidamente aos principais acontecimentos sociais de uma comunidade, atualizando os seus fatos mais relevantes, sobretudo quando se destacam pela negativa: um insucesso desportivo, um deslize político grave, a revelação de um fato íntimo relacionado com uma figura pública, etc.

Embora uma anedota não exclua estratos sociais, atingindo todos de igual maneira, em muitas civilizações, certos indivíduos e certas comunidades possuem um anedotário característico que tem a ver com o conjunto de preconceitos interiorizados pelo grupo.

Exemplo de anedota: "O psiquiatra pergunta pra loira: - Costuma escutar vozes sem saber quem está falando ou de onde vêm? - Sim... costumo! - E quando isso acontece? - Quando atendo o telefone! "


(Podemos notar que essa anedota tem um tema preconceituoso; com relação as loiras.)